@eliseidenise
Estão certos eles.
Nós é que deveríamos ter restringido vôos em diversas ocasiões e perdemos o tempo.
Exemplo: a Pandemia inteira estivemos aceitando vôos do país com o maior número de mortes no planeta. Estas pessoas vêem praticar turismo por aqui - em instalações que seguem protocolos de higiêne - e vão embora.
Não há estudos ou testagens que investiguem o quantos novos casos são introduzidos desta maneira.

Parece que atrair capital externo é sempre a prioridade.

Proibiram vôos internacionais por aqui somente depois das festividades de fim de ano, o que é claramente uma política atrasada, meio que “para Inglês ver” - só que depois que já veio, curtiu e foi embora.

O país é grande, até um controle de vôos - com testagem e quarentena - por região mais afetada seria uma estratégia importante.

Estamos sem coordenação e logística alguma.
Quase em regime de auto-gestão, justo aonde uma supervisão centralizada seria benéfica.
Agora, outras autonomias regionais que são interessantes, não existem.

Sign in to participate in the conversation
Mastodon

Server run by the main developers of the project 🐘 It is not focused on any particular niche interest - everyone is welcome as long as you follow our code of conduct!