Recomendação de leitura =)

Essa obra é um conjunto de textos selecionados entre materiais da historiadora francesa, Michelle Perrot.

Perrot é uma acadêmica interessante, sua produção intelectual é esparsa entre diferentes formatos como entrevistas, palestras, comentários em rádio, artigos em revistas, etc.

Felizmente, partes mais relevantes do seu trabalho, foram arregimentados numa coletânea presente neste livro.

"(...) vinte anos de combates, não batido, eu vos dôo, proletários do planeta, cada folha até a última letra. O inimigo da colossal classe obreira, é também meu inimigo figadal."
__________________________
Trecho do poema "A plenos pulmões".
Autor: Vladimir Maiakóvski
Pintura de Benito Quinquela Martín

1º de maio, Dia do Trabalhador. Viva a Internacionalidade do operariado/campesinato, a força motriz popular responsável por fazer as engrenagens do mundo funcionar.

Há cinco anos, em 30 de abril de 2017 falecia Belchior. Nascido em Sobral/CE, em 26 de outubro de 1946, revolucionou a MPB com suas canções. Destaque para os álbuns Alucinação (1976) e Coração Selvagem (1977).

A política oficial de "laissez faire" das instâncias bolsonaristas de governo, voltada à liberação irrestrita de explorações naturais predatórias, encontra o preconceito arraigado da sociedade contra os indígenas em um crime que deveria estar nas trends de qualquer rede, mas estão discutindo quem ganhou o BBB:

oglobo.globo.com/brasil/adoles

Assistir "Rambo III" (aquele com agradecimentos aos combatentes Mujahidin e, após o 11 de setembro, removido na reedição dos créditos) e depois assistir "O caçador de Pipas"(logo na sequencia) é algo interessante. Ok, sabemos que após a expulsão dos soviéticos, dissonâncias internas, promoveram uma caça às bruxas no AF, muitos Mujahidin seguiram pelo Talibã e os refratários foram sobrepujados pelo movimento, porém isso não retira o sentimento de um "plot twist" bem estranho.

As one of the main Mastodon developers, I can't promise you that Mastodon will be a complete and exact Twitter replacement for you, but it may fit your use-cases, at least it does for me.

Just keep in mind that it is not exactly the same thing, some core design decisions are different (there isn't an unique centrally-governed website, but many interconnected servers operated by different individuals and organizations) and thus the tradeoffs can be different as well.

While I personally don't think Mastodon should aim at being an exact replacement to Twitter, I do hope Mastodon can be useful to more people wanting an alternative to Twitter! And I know there are lots of room for improvement, on things we do know, and on things we don't.

Also keep in mind that Mastodon is developed by only two core developers payed through a non-profit funded through sponsorship, grants and donations, so please be patient!

Aos recém-chegados ao Mastodon/fediverso que ainda estão pegando o jeito daqui, recupero esta matéria do nosso arquivo que explica o Mastodon:

🔗 manualdousuario.net/mastodon-a

Senta o dedo no boost (o RT daqui) para ajudar os novatos!!!!!

Oi, eu me chamo Jorge :)
Assim como outras pessoas novas por aqui, tento de forma experimental, achar um espaço alternativo com algumas similaridades da rede (anti)social ali do lado. Trocando jangada por madeira que boia, procuro um espaço sem a radiação que a rede vizinha arregimentou nos últimos anos, mas com a facilidade de comunicação que ela possui.

Também escrevo um blogzinho de humanidades chamado 'Observatório do Vazio'.

observatoriodovazio.wordpress.com

'Vikings Valhalla' é o típico produto derivado de uma série exitosa que, claramente, não obteve sucesso por motivos óbvios; se trata dum caça-níquel com apelo de nomenclatura em detrimento a qualidade. Fizeram o mesmo com a série de motociclistas derivada de 'Sons of Anarchy' e batizada como 'Mayans M.C'

Primeira postagem por aqui 😐

Deixo um poema, 'ALBA' , autoria de Ezra Pound.
_______________________

Enquanto o rouxinol à sua amante
Gorjeia a noite inteira e o dia entrante
Com meu amor observo arfante
Cada flor,
Cada odor,
Até que o vigilante lá da torre
Grite:
……“Levanta patife, sus!
…………Vê, já reluz
………………A luz
………………Depressa, corre,
………………Que a noite morre…”

Mastodon

The original server operated by the Mastodon gGmbH non-profit